A dificuldade de receber um não

Em nossas vidas, as conquistas são sempre comemoradas, independentemente da conquista, faz sempre bem receber uma resposta boa em relação a algum projeto: “Sim, você irá receber um aumento”; “Sim, aqui está a chave da sua casa própria”; “Sim, todos estão bem e com ótima saúde” – Respostas boas/positivas melhoram nosso humor, trazem alívio, esperança, alegrias…

E quando recebemos um “NÃO”?

Em alguns momentos da vida o “não” aparece e temos que entender que até isso faz parte das pessoas que somos.

“Não, você não passou no vestibular”; “Não posso oferecer a você um emprego”; “Não estou a fim de você”.

Essa palavra nos pega de surpresa muitas vezes… ficamos sem reação!

Só que não adianta espernear, chorar, xingar, resmungar… essas coisas não ajudam. Você pode até xingar seu chefe porque ele não te deu um aumento, ele pode acabar sabendo do que você falou e você acabaria demitido. Ou você pode chorar por causa de uma nota ruim, mas o máximo que você vai conseguir é deixar a folha molhada.

Conclui-se, portanto, que adotar medidas infantis (infantis sim, porque xingar, se esconder e fazer pirraça é coisa que criança faz – e de vez em quando não agüentamos nem as crianças que agem assim) é totalmente dispensável.

Na minha vida, percebi que quando a pessoa recebe um não, ela pode se comportar de diversas maneiras. Defini alguns tipos:

O ideal: a pessoa assusta um pouco, mas não deixa a vida parar. Ela respira, agradece a atenção e segue em frente. Sabe que há outras oportunidades e é, portanto, mais conformada.

Chorão: sofre até com o não e fica se lamentando. Acha que o mundo acabou ali, que sua vida nunca vai ser a mesma e nunca terá outra oportunidade assim.

Insistente: Quer fazer de tudo para que a pessoa que disse ‘não’ mude de idéia. Insiste ao ponto de ser inconveniente.

Inconformado: Vive em negação (irônico, né?) e vive perguntando o “porque” da decisão das pessoas tomarem a decisão. Fica falando que a pessoa está errada ou que cometeu algum engano ou a está ‘perseguindo’. Esse tipo de pessoa não sossega até receber uma resposta mal-educada ou ofensiva, com a verdade (Ex: não comi sua comida, pois você cozinha mal!).

Vingativo: Se você falar um não para esse tipo de pessoa, pode esperar ouvir algo do tipo: “É assim? Então nunca mais conte comigo para nada!”. Ele tende a se satisfazer com a derrota da pessoa que negou algo a ele, ou seja, vive para prejudicar os outros.

E não importa em qual perfil você se encaixa, acho que temos todos que amadurecer. Se você recebe um ‘não’ hoje, pode muito bem receber vários ‘sim’ amanhã. Tem que fazer por merecer: se esforce, seja paciente, evite brigar/humilhar/enganar para conseguir seus objetivos, seja íntegro e busque reconhecimento pela sua competência!

Isso se aplica aos blogs também: se você não conseguiu uma parceria hoje, pode conseguir amanhã. Sempre agradeça se a marca responder, pois muitas sempre ignoram os e-mails e não fique sofrendo ou com raiva se receber um não (mesmo que você esteja com vontade de matar/xingar/bater em alguém) – é propaganda negativa para você.

E o outro lado também não é fácil: sei como é receber um não, mas ainda estou aprendendo como aprimorar a habilidade de dizer não (por mais que você queira ajudar todo mundo, é impossível dizer sim para todo mundo!).

Só que tem sempre as pessoas que não aceitam: “Por que aceitar a proposta dele e não a minha?” ou “Se você enviou algo para fulano, tem que enviar para mim também” – Se alguém é melhor que você, você não tem nem que reclamar! E para isso eu acredito em escolhas baseadas em critérios (como seguidores, conteúdo, visual etc), pois quando a demanda por algo é grande, você deve pensar no conjunto de possibilidades que você tem, não pode tomar nenhuma decisão precipitada e não pode ir na onda dos indivíduos.

Assim: o vestibular tem critérios para o ingresso na universidade e para a escolha dos candidatos, os lojistas possuem critérios para definir os produtos os quais serão vendidos em sua loja. Então porque não ter critérios para selecionar blogs?

Se você não atende a todos os critérios, deve repensar no seu blog: tem que superar, não deve sair por aí batendo o pé e reclamando (como a maioria faz), mostre seu diferencial, pois só assim os ‘não’ da sua vida poderão se transformar em ‘sim’. Eu já fui meio inconformada, meio vingativa, meio chorona… mas estou me esforçando bastante e acho que melhorei muito em questão de aceitação de ‘não’. Basta perceber que agir de maneira errada prejudica!!!

Acha que eu to errada? Vai resmungar longe de mim, pois se você não é capaz de aceitar uns ‘não’ de vez em quando, você não tem capacidade nenhuma de estar em um meio tão amplo e aberto a críticas como a internet. #desabafei

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s