Filme – Eu sou o número quatro

Eu sou o número quatro conta a história de um garoto extraterrestre que tem seu planeta (Lórien) destruído quando ainda era pequeno e vem para a Terra junto a outras crianças para receber treinamento, desenvolver habilidades e proteger o que ainda resta de seu povo e também evitar que os Mogs destruam os lorienos e a Terra.

A escolha do elenco foi interessante. Temos Alex Petyfer (Beastly) como Quatro/John, uma nova promessa dentre os atores adolescentes, temos Dianna Agron (Glee) como Sarah, Jake Abel (Percy Jackson e os Olimpianos) como Mark, Timothy Olyphant (gente, ele é o Hitman!) como Henri, Teresa Palmer (O Aprendiz de Feiticeiro) que ficou PERFEITA como Seis e Callan McAuliffe (nunca vi ele antes) como Sam– o Sam ficou MUITO legal também, e só perde para o Bernie (o cachorrinho), como favorito do filme/livro.

O filme é uma adaptação, e por isso, nem todos os elementos do livro conseguem aparecer. Depois de ter lido o livro, o filme fica mais vazio e sem graça, com pouca informação sobre Lórien (flashbacks) e o treinamento do Quatro. Ao mesmo tempo, adorei como eles fizeram os pingentes, as marcas na perna do Quatro, como trabalharam na maquiagem dos Mogs. Ao meu ver, foi tudo feito com muito cuidado e ficou bem interessante em termos visuais. Se você ainda não leu o livro nem viu o filme, recomendo que veja o filme primeiro. Acredito que assim, será possível aproveitar mais os dois.

E por mais que prefira o livro, devo ressaltar que Eu sou o número quatro é um filme que foi bem feito, uma vez que o roteiro está bem amarrado, não havendo muitas possibilidades para dúvidas/perguntas. Isso significa que, mesmo quem não leu o livro, entende perfeitamente a história e também consegue acompanhar o andamento do roteiro.Você entende quem são os Lorienos, quem são os Mogs, porque o Quatro foge, entende como Bernie veio parar junto a John… quanto a isso não é possível reclamar. Créditos para a equipe de produção, incluindo Michael Bay (Transformers).

Na minha opinião, portanto, em Eu sou o número quatro (filme), por mais que haja grandes diferenças em relação ao livro, percebemos um futuro mais promissor para continuações do que outras adaptações já lançadas.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Filme – Eu sou o número quatro

  1. Olha, Nanda, concordo, apesar de que ainda estou um pouco frustrado por não ter a minha cena favorita do livro (a do incêndio) no filme. Acho que aquela cena não podia ter sido cortada! E com certeza, algumas coisas que foram colocadas não me agradaram, como a quase morte do Bernie e a Número Seis toda metida (apesar de que “Qual é o seu nome?” “Fulana de Tal.” provavelmente compensou tudo isso). Mas até achei o filme digno. Podia ter sido melhor, mas se compararmos com o estrago que foi feito com Eragon, por exemplo… com certeza foi uma adaptação boa, e mal posso esperar pela continuação!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s