Filme – A Garota da Capa Vermelha

Sabe aquelas histórias infantis com finais felizes??? Os contos dos Irmãos Grimm não necessariamente nasceram com esse objetivo (os finais felizes foram adaptados depois). Agora, Hollywood e a literatura decidiram que contar um lado sombrio dos contos de fadas pode render bastante – ainda mais com essa moda de coisas sobrenaturais, obscuras e afins.

Chapeuzinho Vermelho foi outra primeira “vítima” (depois, claro, do filmes Irmãos Grimm) desse suposto resgate a um mundo assustador dos contos de fadas. Afinal, um lobo mau deve ser realmente mau, a vovózinha que mora longe pode ser uma mulher mais assustadora do que gentil, a chapeuzinho pode ser uma menina linda e cheia de outros defeitos, que é disputada por dois carinhas (nada como um triângulo amoroso para tirar ainda mais a inocência da história).

O elenco é bastante promissor, com Amanda Seyfried como a chapeuzinho, Shiloh Fernandez e Max Irons como os possíveis pares românticos de Valerie (chapeuzinho vermelho), Gary Oldman como o caçador de lobisomens, Billy Burke como pai da Valerie… ou seja, esse é um daqueles filmes que você assiste ou porque adora a história da chapeuzinho vermelho, ou porque gosta do elenco…

A história se passa mais ou menos na época da caça as bruxas, com um monstro aterrorizando um vilarejo. E por mais que seja um filme que teria tudo para ser ótimo, ele é só mediano: fiquei mais agoniada com algumas cenas (principalmente relacionadas ao elefante de metal) do que empolgada… Até o momento da revelação de quem é o lobisomem é um pouco blá (sem graça)!!! Acho que eu esperava um final mais triunfal, com uma bela luta entre o lobisomem e o caçador (não vou dizer quem são), mas o roteiro apagou um pouco esse lado mais emocionante da história – o mais emocionante no filme era o triângulo amoroso – mas isso não é inovador ou inusitado (vide Crepúsculo, Diário de Vampiros…).

Se a Catherine queria mesmo que seu nome fosse o carro chefe do filme e queria reconhecimento, ela podia ter se esforçado mais.

Entendo que Catherine Hadwicke queira se mostrar uma boa diretora de suspense/fantasia… mas se logo na primeira cena eu já achei que estava assistindo a um trailer de Amanhecer, as comparações com seu trabalho em Crepúsculo ficam inevitáveis… O visual/fotografia de ambos os filmes são bem parecidos, principalmente pelas montanhas e florestas, o elenco lembra muito o elenco de Crepúsculo (inclusive com a participação de Billy Burke, que faz o pai da personagem principal em ambos os filmes).

E não, não odeio Crepúsculo… gosto até… mas que os filmes da série (principalmente o primeiro) são fracos, isso eles são… e A Garota da Capa Vermelha ficou tão normal quanto os filmes da saga Crepúsculo! Para resumir minha opinião: é daqueles filmes que se você acha por R$12,90 nas Lojas Americanas, você até cogita comprar!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Filme – A Garota da Capa Vermelha

  1. Poxa, sério mesmo que há tantas semelhanças assim? O filme é assim fraquinho? 😦
    É legal quando os filmes de um diretor possuem leves semelhanças, o que caracteriza o trabalho dele… Mas quando são óbvias demais, acaba ficando chato 😦

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s