Resenha: Planeta dos Macacos – A Origem

Fui ao cinema assistir ao filme Planeta dos Macacos – A Origem, o qual conta a história dos acontecimentos que geraram a revolução dos macacos – e conseqüente dominação do planeta Terra por parte deles.

O filme começa contando sobre a pesquisa de um cientista (James Franco) que tem como principal objetivo buscar a cura para o mal de Alzheimer, através de testes em chimpanzés. No entanto, a primeira chimpanzé (Olhos brilhantes) tem um surto psicótico e acaba arruinando a apresentação – mas esse surto é para proteger seu bebê.

E então somos apresentados a Cesar, um chimpanzé mais que inteligente. Cesar é criado com o cientista, uma vez que a companhia onde ele trabalhava mandou sacrificar todos os chimpanzés, para não ter risco de outros surtos. E ao mesmo tempo que cria o chimpanzé, o cientista testa o medicamento em seu pai – que tem Alzheimer.

Ao crescer, cresce em Cesar a vontade de ser humano, interagir com outras pessoas. Isso se torna arriscado, porque mesmo com sua super inteligência ele ainda conserva alguns instintos animais. E Cesar acaba “preso” em um abrigo de animais, onde tem que enfrentar maus-tratos (Tom Felton interpreta um menino chato/idiota que adora maltratar os animais e tem uma morte a altura). E aí começa a revolução!

Eu não acho que James Franco seja um ator fantástico o suficiente para ser ator principal num papel mais dramático – não to falando que ele é ruim… mas ele tem cara daquelas pessoas avacalhadas, que não dá para ser levada a sério, e isso não me convence…

Andy Serkis, por outro lado, me convenceu totalmente como primata (o Cesar)… acho que ele nasceu para fazer esse tipo de papel, né? Ele também foi ótimo como Gollum em O Senhor dos Anéis!

Lições do filme: 1) A ciência pode ser a destruição da raça humana; 2) Não façam testes em animais; 3) Não trate mal ninguém, se não quer ser maltratado!

Todos que conhecem o filme Planeta dos Macacos possuem uma certa noção do final. E os fatos ao longo do filme Planeta dos Macacos – A Origem não só comprovam algumas das impressões que temos sobre a história, como o roteiro nos conduz do início ao fim a ter uma única versão dos fatos: a do filme.

Acredito ser difícil contar o início de um filme que já faz parte da história do cinema há décadas sem estragar alguma coisa, mas acho que esse não é o caso de Planeta dos Macacos – A Origem. Eu gostei bastante da história! E se você assistir ao filme e não torcer pelos macacos, você tem que rever alguns dos seus conceitos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s