Festival de Cultura Japonesa em BH

Não abandonei o blog não – tenho até MUITA coisa acumulada -, só me dei alguns dias de férias! Recebi quase todo o dinheiro que tinha que receber, não há mais nada pendente em relação a Livraria Saraiva, comprei meus DVDs na Livraria Cultura, aproveitei o aniversário da minha irmã, trabalhei um pouco…

E fui ao Festival de Cultura Japonesa que está sendo realizado no Expominas, de ontem (dia 3) até amanhã (dia 5). A entrada custou R$5 (paguei meia-entrada) e o estacionamento custou R$20 (mais de três horas).

A primeira impressão que tive ao entrar no evento é que ele era pequeno, mas nem é tão pequeno. Alguns poucos estandes vendem artigos japoneses, tem um espaço cosplay, alguns estandes de empresas… nada muito extraordinário.

O que mais me atraiu no evento foram as oficinas: Oshibana-e, Kirigame, Washi-e, Furoshiki, Origami e de Mangá. Fiz oficina de Kirigami (sempre quis aprender isso). Kirigami é a arte de dobrar e cortar papel para fazer esculturas, cartões e afins (também conhecido com pop up). Deu para aprender o básico e com certeza tentarei aprimorar técnicas sempre que possível.

E depois das oficinas, fiquei encantada com o estande do consulado japonês, com miniaturas de locais históricos do Japão, artigos japoneses e um robô foca que eu ainda quero trazer para casa – o robô interage com você e ao seu toque – sem contar que parece de verdade.

O evento também conta com uma cerimônia do chá (só não consegui provar o chá, mas acompanhei partes da cerimônia), exposição de bonsais, exposição de calendários japoneses, apresentações de música, dança e lutas e algumas coisinhas a mais, como uma pessoa para escrever seu nome em japonês.

E a praça de alimentação externa tem uns detalhes bem encantadores. Comi oishi sushi – que é um sushi frito – que tava uma delícia, provei uma sobremesa que incluía sorverte e rolinhos primavera de banana com chocolate, tomei caipisakê de morango (sakê nem é ruim – e foi a primeira vez que tomei)… acho que quem gosta da comida japonesa consegue aproveitar um pouco mais esse festival, porque os pratos, além de estar com uma aparência bem agradável – o que é importante quando se trabalha com coisas cruas –, estavam bem baratos.

Se você não tem paciência para as oficinas ou não quer aproveitar o lado gastronômico, há grandes chances de achar a feira fraca. Eu achei ela bem mais ou menos (não valeu o preço do ingresso + estacionamento), mas não dá para negar que aproveitei.

(Mais fotos no meu FLICKR!)

E fim de semana que vem tem Anime Festival Summer, na Uni BH!

Anúncios

5 pensamentos sobre “Festival de Cultura Japonesa em BH

  1. Nossa..na boa..achei pessimaaaaaaa essa feira…..adoro comida japonesa e a cultura oriental..mas a comida la estava cara e ja embalada….a cultura deles é tao rica…nao houve degustação de nada, como sempre tem em outras feiras..tipo saque..comida japa..nada….tinha FEIJÂO TROPEIRO..kkkkk absurdo…em minha opiniao nao valeu nem os 10 reais que paguei de entrada…quanto menos o estacionamento…

  2. Pingback: Festival do Japão MG 2013 | Sechs Crazy World

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s