Filme – A Hospedeira

A Hospedeira é meu livro favorito da Stephanie Meyer com certeza (acho que gostei mais dele do que de todos da série Crepúsculo juntos). Por isso mesmo fiquei super empolgada quando fiquei sabendo que o livro seria adaptado para as telas de cinema.

The-Host-Movie-Poster-Large

Para quem não conhece (SPOILERS A SEGUIR), a história é meio futurista – uma raça extraterrestre dominou os corpos dos seres humanos para promover a paz no mundo e para garantir que os humanos não destruíssem o planeta com guerras, exploração predatória do meio ambiente etc.

Nesse cenário, conhecemos Melanie, uma menina que estava fugindo para que seu corpo não seja dominado pelos ets, mas acaba sendo capturada. Wanderer (ou Peregrina em português) é incumbida de ficar com o corpo de Melanie, mas o que Wanderer não contava é que Melanie resistiria (e MUITO) ao controle de Wanderer.

Wanderer compartilha das memórias de Melanie e começa a gostar do irmão e do namorado da menina tanto quanto ela gostava. Wanda/Melanie decidem fugir da vigia da Seeker (que quer saber do paradeiro dos humanos fugitivos) e partir em busca do esconderijo das pessoas que elas gostam.

Ela consegue chegar a caverna onde vários humanos sobreviventes se abrigam. No entanto, ela não é bem recebida na caverna – querem matá-la e não consideram a possibilidade de que Melanie ainda está viva em seu corpo. Aos poucos Wanda (Peg) consegue ganhar a confiança de alguns, inclusive do tio e do irmão de Melanie, e também de Jared (seu namorado) e de Ian (que se encanta por Wanda).

A história continua mostrando como os sobreviventes vivem na caverna e também mostra a busca implacável da Seeker por Wanda. E mais no final, é mostrado como os humanos podem retirar os ets de dentro deles e também mostra que é possível que os alienígenas e os humanos convivam bem. Não acho o final de A Hospedeira clichê (por mais que a ideia de humanos e ets convivendo bem seja clichê), muito pelo contrário, mas não quero contar exatamente o que acontece para não estragar logo o final da história.

O filme não fez grandes mudanças em relação a história do livro – o que eu adorei. As poucas mudanças que foram feitas não alteraram em nada a essência da história, foram mais detalhes – como local que uma cena deveria acontecer não é o mesmo do livro ou uma pessoa fala a fala atribuída a outra no livro, coisas assim.

E o elenco foi muito bem escolhido! A Saoirse ficou muito bem como Melanie. Gostei como eles fizeram as cenas em que Wanda conversa com Melanie (que está dentro da cabeça da primeira) em voz alta sem ficar forçado. E Jake Abel com certeza foi o que mais me agradou! Eu fiquei BEM mais empolgada nas cenas de romance dele do que as que o Max Irons aparece. Ele ficou muito charmoso de Ian (mesmo não sendo tão bonito, na minha opinião)!

The-Host

Não vá para o cinema esperando um grande filme de ação com criaturas extraterrestes horríveis. Você com certeza se decepcionará se estiver esperando um filme assim. A Hospedeira é romance – com frases melosas como Crepúsculo, ets que mais parecem amebas… que eu amei, recomendo e eu mal posso esperar para ver o filme novamente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s